Diogo Liberano - Por Thaís Grechi 03.jpg

Fotografia de Thaís Grechi

Diogo Liberano

Doutor em Literatura, Cultura e Contemporaneidade, com ênfase em dramaturgia, pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PPGLCC/PUC-Rio), Mestre em Artes da Cena (PPGAC/UFRJ), com ênfase em teatro e performance, e Diretor Teatral graduado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Dentre as suas principais atividades profissionais, foi professor da Faculdade CAL de Artes Cênicas, coordenador e professor do Núcleo de Dramaturgia Firjan SESI e diretor artístico e de produção da companhia carioca Teatro Inominável, todas no Rio de Janeiro. Desde 2022, reside na cidade do Porto, em Portugal, onde segue desenvolvendo realizações em áreas de interesse que misturam atuação e direção teatral, dramaturgia e dramaturgismo, performance, curadoria, produção e ensino de artes da cena.

Dirigiu cerca de trinta espetáculos teatrais, fez curadorias de mostras e eventos artísticos e escreveu cerca de quarenta dramaturgias, todas elas encenadas. Algumas delas estão publicadas pela editora Cobogó: SINFONIA SONHO (2001), JANIS (2015) e YELLOW BASTARD (2019).

 

​Por seu trabalho, foi indicado aos principais prêmios de teatro do Rio de Janeiro: Prêmio Shell (em 2015, pela dramaturgia de O NARRADOR e, em 2016, pela de OS SONHADORES), Cesgranrio (em 2015, pela dramaturgia de O NARRADOR e pela direção de A SANTA JOANA DOS MATADOUROS, junto com Marina Vianna e, em 2016, pela dramaturgia de OS SONHADORES), APTR (em 2013, pela dramaturgia MARAVILHOSO) e Questão de Crítica (em 2012, pela direção de SINFONIA SONHO e pela realização da primeira edição da Mostra Hífen).

 

Currículo Lattes

diogoliberano.com/

diogoliberano@gmail.com